Xingu Solar: Energia solar pode gerar economia para as contas públicas

O Instituto de Energia e Meio Ambiente (IEMA) avaliou os primeiros resultados do projeto Xingu Solar do Instituto Socioambiental (ISA). Segundo a avalição, a combinação da produção de energia elétrica de geradores a derivados de petróleo com painéis fotovoltaicos geraria a economia de mais de R$ 30 mil por mês em subsídios federais. Além disso, a pesquisa mostrou que as comunidades locais preferem energias renováveis devido à segurança energética, por não depender de combustíveis, e aos benefícios ambientais. Os dados mostram que, em um primeiro momento, a tecnologia a diesel tem vantagem sobre a solar. Isso porque apresenta menores custos de aquisição. Porém, para realizar uma comparação econômica adequada entre as tecnologias, é preciso considerar a despesa operacional considerando que o painel solar tem ciclo de vida de 25 anos. Nessa análise, o custo da energia de sistemas híbridos, onde há gerador a petróleo e painel solar, em todos os cenários foi mais barato que o sistema que usa apenas diesel, o caso atualmente.